Aprendizado Espírita
Textos e ferramentas para aprender e divulgar o Espiritismo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
01/10/2015 01h42
B1 - MÓDULO Noções Básicas de Espiritismo

SUMÁRIO


Uma explicação necessária

Instrutor Guima

Caro(a) leitor(a),

As noções de Doutrina Espírita deste módulo são básicas, dado que a intenção é apenas contextualizar o tema e/ou dar noções fundamentais a neófitos na matéria.

O objetivo primordial do site não são os cursos básicos ou aprofundados de Espiritismo — são as técnicas e ferramentas para estudar, ensinar e divulgar a doutrina.

De qualquer modo, serão indicados, ao longo das páginas eletrônicas, apostilas, livros e cursos presenciais e a distância existentes no mundo virtual e nas instituições espíritas, para os que desejarem aprofundar os estudos.


Apresentação

Instrutor Guima

Caro(a) leitor(a),

Neste B1 - MÓDULO Noções básicas de Espiritismo, você terá informações sobre os fundamentos do Espiritismo.

Iniciamos mostrando, num quadro-resumo, as fontes primárias do Saber Doutrinário Espírita, qual seja, a obra fundadora realizada por Kardec.

Depois, comentamos a ordem de estudos por ele sugerida e tecemos breves considerações sobre os livros de síntese e iniciação, que são, a nosso ver, meio excelente de conhecer o Espiritismo diretamente nos textos leves e didáticos de um genial pedagogo.

No passo seguinte, há alguns resumos e sínteses que permitem conhecer os pontos principais do Espiritismo em alguns minutos de leitura. Essas sínteses poderão ser complementadas com a leitura on-line de outros textos que sugerimos na seção LinkotecaDamos, também, uma lista de sites que disponibilizam obras espíritas básicas para leitura e/ou download.

E, finalmente, na Atividade Prática apresentamos um diagrama e o resumo de uma palestra que possibilitam enxergar, num único quadro, todos os fundamentos doutrinários examinados nos textos anteriores.

Bom estudo, e bom proveito. 

Voltar


Dicas de estudo

Instrutor Guima

Cara(o),

Você certamente já leu as instruções de estudo que demos em H1 - MÓDULO Estudar e Aprender Melhor.

Sendo assim, sabe que no estudo on-line o leitor determina o ritmo e o grau de interesse da leitura.

Mas sugerimos o seguinte para o estudo deste módulo:

  • Leia primeiramente os textos apresentados, sem clicar os links sugeridos. Assim, você contextualiza o tema.
  • Depois, volte e clique os links que lhe pareceram mais interessantes. Leia esses textos com a profundidade que julgar conveniente.
  • Na Linkoteca e na Biblioteca Digital há outras sugestões de leitura, que você escolherá como quiser.
  • Realize a Atividade Prática, pois ela resume os pontos principais do módulo e contribuirá para fixá-los.
  • Ao final, leia, SEM FALTA e PAUSADAMENTE, ANOTANDO/RESUMINDO os pontos principais, o livrinho Espiritismo em sua mais simples expressão. Mesmo que você já conheça bastante a doutrina, faça isso — e verá quantas lições novas poderão surgir desse pequeno grande livro de Kardec.

Fontes originais do Saber Doutrinário Espírita

O mapa abaixo nos dá uma visão resumida das fontes originais do Espiritismo, ou seja, o trabalho fundador de Kardec: os livros, a revista, a sociedade de estudos, as pesquisas, as viagens de orientação aos grupos iniciantes e de divulgação doutrinária:


Ordem dos estudos espíritas

Instrutor Guima

Há uma ordem melhor de estudos para se conhecer o Espiritismo?

A resposta é sim, e o próprio Allan Kardec a indicou no item 35 de O Livro dos Médiuns.

Vejam a seguir:


O Livro dos Médiuns

35. Aos que quiserem adquirir essas noções preliminares, pela leitura das nossas obras, aconselhamos que as leiam nesta ordem:

1º O que é o Espiritismo? Esta brochura, de uma centena de páginas somente, contém sumária exposição dos princípios da Doutrina Espírita, um apanhado geral desta, permitindo ao leitor apreender-lhe o conjunto dentro de um quadro restrito. Em poucas palavras ele lhe percebe o objetivo e pode julgar do seu alcance. Aí se encontram, além disso, respostas às principais questões ou objeções que os novatos se sentem naturalmente propensos a fazer. Esta primeira leitura, que muito pouco tempo consome, é uma introdução que facilita um estudo mais aprofundado.

2º O Livro dos Espíritos. Contém a doutrina completa, como a ditaram os próprios Espíritos, com toda a sua filosofia e todas as suas conseqüências morais. É a revelação do destino do homem, a iniciação no conhecimento da natureza dos Espíritos e nos mistérios da vida de além-túmulo. Quem o lê compreende que o Espiritismo objetiva um fim sério, que não constitui frívolo passatempo.

3º O Livro dos Médiuns. Destina-se a guiar os que queiram entregar-se à prática das manifestações, dando-lhes conhecimento dos meios próprios para se comunicarem com os Espíritos. É um guia, tanto para os médiuns, como para os evocadores, e o complemento de O Livro dos Espíritos.

4º A Revista Espírita. Variada coletânea de fatos, de explicações teóricas e de trechos isolados, que completam o que se encontra nas duas obras precedentes, formando-lhes, de certo modo, a aplicação. Sua leitura pode fazer-se simultaneamente com a daquelas obras, porém, mais proveitosa será, e, sobretudo, mais inteligível, se for feita depois de O Livro dos Espíritos.

E, mestre que era, deixa ao leitor a livre escolha sobre o que ler, não lhe interditando nenhum tipo de obra:

Isto pelo que nos diz respeito. Os que desejem tudo conhecer de uma ciência devem necessariamente ler tudo o que se ache escrito sobre a matéria, ou, pelo menos, o que haja de principal, não se limitando a um único autor. Devem mesmo ler o pró e o contra, as críticas como as apologias, inteirar-se dos diferentes sistemas, a fim de poderem julgar por comparação. Por esse lado, não preconizamos, nem criticamos obra alguma, visto não querermos, de nenhum modo, influenciar a opinião que dela se possa formar. Trazendo nossa pedra ao edifício, colocamo-nos nas fileiras. Não nos cabe ser juiz e parte e não alimentamos a ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz. Toca ao leitor separar o bom do mau, o verdadeiro do falso.


Instrutor Guima

Muito importante a conclusão de Kardec, na linha acima: 

Toca ao leitor separar o bom do mau, o verdadeiro do falso.

E outro não é o propósito do Aprendizado Espírita, relativamente ao Saber Doutrinário Espírita (SDE), como está no quadro a seguir:


Extraído do mapa 

Gestão do

Saber Doutrinário

Espírita.

Voltar


 

Instrutor Guima

Prosseguindo, devemos registrar, contudo, que a ordem de leitura sugerida por Kardec, em O Livro dos Médiunsdata de 1861, e naquela ocasião não haviam sido ainda escritos os demais livros que compõem a Codificação.

Assim, vejamos a lista de livros de Kardec e o ano de sua edição:


Livro Ano
O Livro dos Espíritos 1857
Instruções Práticas sobre as Manifestações Espíritas 1858
O que é o Espiritismo 1859
O Livro dos Médiuns 1861
O Espiritismo em sua mais simples expressão 1862
Viagem Espírita em 1862 1862
O Evangelho segundo o Espiritismo 1864
Resumo da Lei dos Fenômenos Espíritas 1864
O Céu e o Inferno 1865
Caráter da Revelação Espírita (1o. Capítulo de A Gênese) 1867
A Gênese 1868
Catálogo Racional 1869
Obras Póstumas 1890
Revista Espírita 1858/1969

Veja a Relação das obras de Allan Kardec

Veja Sinopses das obras de Allan Kardec


Importante notar os pequenos livros de iniciação ao Espiritismo e sua data de edição:

  • Instruções Práticas, que deu origem a O Livro dos Médiuns, é de 1858;
  • O que é o Espiritismo, de 1859; e
  • O Espiritismo em sua mais simples expressão, de 1862.

Herculano Pires diz que Kardec editou esse último livro de 1862 — cinco anos depois de lançar O Livro dos Espíritos e um ano após a publicação de O Livro dos Médiuns  porque sentiu necessidade de oferecer aos interessados um roteiro inicial bem resumido e simples. Assim, ao prefaciar o livro Iniciação Espírita  um livro da editora Edicel que contém os três livros de introdução supracitados - Herculano indica que se deve começar a estudar o Espiritismo por essses livros introdutórios e na seguinte ordem:

  • O Espiritismo em sua mais simples expressão
  • O que é o Espiritismo e
  • Instruções Práticas

E depois prosseguir pela ordem de edição dos demais livros, entremeando as coleções anuais da Revista Espírita.

Voltar


Pequenos grandes livros de Allan Kardec

Muitos espíritas pensam que estes pequenos livros introdutórios não têm mais nenhum interesse. É uma ideia falsa, resultante da falta de estudo metódico e, portanto, sério do Espiritismo. Nenhum estudante consciencioso endossa esta opinião. Pelo contrário, todos compreendem o valor permanente destas páginas iniciáticas, que até mesmo os maiores conhecedores do assunto devem reler e consultar periodicamente.

(H. PIRES. Introdução a O que é o Espiritismo, Lake, SP)


Instrutor Guima

Segue abaixo uma síntese de edições em língua portuguesa dos pequenos livros que Kardec publicou em meio ao Pentateuco, isto é, os cinco livros principais da Codificação (O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese).


  1. Iniciação Espírita, da Edicel, contém os Livros de introdução à teoria e prática da Doutrina - ou seja, os três pequenos livros já citados. (KARDEC, Allan. Iniciação Espírita. São Paulo : Edicel, 5a. edição, 1977.)
  2. O Principiante Espírita, da Editora Pensamento, contém os Capítulos II e III de O que é o Espiritismo, e uma pequena biografia de Allan Kardec elaborada por Júlio de Abreu Filho, que também traduziu os capítulos acima. (KARDEC, Allan. O Principiante Espirita. São Paulo : Pensamento, s/d)
  3. O que é o Espiritismo, da FEB, traz um resumo dos princípios doutrinários e respostas às principais objeções ao Espiritismo, e também a biografia de Allan Kardec por Henri Sausse. (KARDEC, Allan. O que é  o Espiritismo. Brasília : FEB, 1944).
  4. O que é o Espiritismo, Segunda versão — Edição reescrita e resumida. Publicada em 1860, após o esgotamento da 1a. edição. (aqui)
  5. Espiritismo em sua mais simples expressão, da IDE, de Araras, SP, tradução de Salvador Gentile. (KARDEC, Allan. O Espiritismo em sua mais simples expressão. Araras, SP : IDE)
  6. Resumo da Lei dos Fenômenos Espíritas, da IDE, de Araras, SP, tradução de Salvador Gentile. (KARDEC, Allan. Resumo da Lei dos Fenômenos Espíritas. Araras, SP : IDE)
  7. O Espiritismo na sua expressão mais simples e outros opúsculos de Kardec, da FEB, tradução de Evandro Noletto Bezerra, contém O Espiritismo em sua mais simples expressão (1862), Resumo da Lei dos Fenômenos Espíritas (1864), Caráter da Revelação Espírita (1868), Catálogo Racional (1868) e Discursos pronunciados pelo aniversário de morte de Allan Kardec. (KARDEC, Allan. O Espiritismo na sua expressão mais simples e outros opúsculos de Kardec. Brasília : FEB, 2006.)
  8. Viagem Espírita em 1862, segunda edição em língua portuguesa, tradução de Wallace Leal W. Rodrigues, editora O Clarim. (KARDEC, Allan. Viagem Espírita em 1862. Matão, SP : O Clarim, 1968).
  9. Viagem Espírita em 1862 e outras viagens de Allan Kardec, da FEB, tradução de Evandro Noletto Bezerra, traz o texto de Viagem Espírita em 1862 e de outras viagens de Kardec para orientação de grupos espíritas e divulgação do Espiritismo, relatadas na Revista Espírita. (KARDEC, Allan. Viagem Espírita em 1862 e outras viagens de Allan Kardec. Brasília : FEB, 2005).
  10. Catálogo Racional: obras para se fundar uma biblioteca espírita, da Madras Editora, tradução de Julia Vidili, é uma edição bilíngue do Catálogo Racional. (KARDEC, Allan. Catálogo Racional: obras para se fundar uma biblioteca espírita. São Paulo : Madras : USE, 2004.)

Voltar


CONSEQUÊNCIAS MORAIS DO ESPIRITISMO

Pelo raciocínio, o estudo prático e a observação dos fatos o Espiritismo confirma e prova as bases fundamentais da religião, a saber:

  • A existência de um Deus único, todo-poderoso, criador de todas as coisas, soberanamente justo e bom;
  • A existência da alma, sua imortalidade e sua individualidade após a morte;
  • O livre arbítrio do homem, e a responsabilidade que incorre em todos os seus atos;
  • O estado feliz ou infeliz do homem após a morte, de acordo com o uso que fez das suas faculdades durante a sua vida;
  • A necessidade do bem e as funestas consequências do mal;
  • A utilidade da prece.

Ele resolve uma porção de problemas que encontram a única explicação plausível, na existência de um mundo invisível composto pelos seres que se hão despojado do seu envoltório corporal, que nos cercam e exercem uma influência incessante sobre o mundo visível.

É uma fonte de consolações:

  • Pela certeza que nos dá do futuro que nos espera;
  • Pela prova material da existência daqueles que havemos amado sobre a Terra, a certeza da sua presença junto de nós, a de reencontrá-los no mundo dos Espíritos, e a possibilidade de nos comunicarmos com eles e receber conselhos salutares;
  • Pela coragem que nos dá contra as adversidades;
  • Pela elevação que imprime aos nossos pensamentos dando uma ideia justa do valor das coisas e dos bens deste mundo.

Ele contribui para a felicidade do homem sobre a Terra:

  • Ao acalmar as causas do desespero;
  • Ao ensinar ao homem a se contentar com o que tem;
  • Ao lhe fazer considerar as riquezas, as honras e o poder, como provas mais a temer que a invejar;
  • Ao colocar um freio nas más paixões, fonte da maior parte de suas aflições;
  • Ao lhe  inspirar sentimentos de caridade e de fraternidade reais por seu próximo.

O resultado destes princípios, uma vez propagado e enraizados no coração do homem, será:

  • De torná-lo melhor e mais indulgente para com seus semelhantes;
  • De destruir pouco a pouco o egoísmo pela solidariedade que estabelece entre eles;
  • De exercer uma louvável emulação para o bem;
  • De colocar um freio nas ambições desordenadas;
  • De neutralizar os males inseparáveis da efervescência das paixões brutais;
  • De favorecer o desenvolvimento intelectual e moral, não apenas com o propósito do bem-estar presente, mas do futuro a ele ligado;

E, por todas essas causas, ajudar a melhoria progressiva da humanidade.

Allan Kardec. O que é o Espiritismo. 2a. edição, 1860


O que é o Espiritismo?

Instrutor Guima

Diz-se que o Espiritismo é uma doutrina. Mas o que é doutrina?

Nos acompanhem na explanação abaixo.


Doutrina é conjunto de princípios que servem de base a um sistema científico, filosófico, político ou religioso. Ensinamento; pregação; regra, preceito, norma. Allan Kardec, no Capítulo As cinco alternativas da humanidade, de seu livro "Obras Póstumas", em termos de Doutrinas, apresenta as opções: Doutrina Materialista; Doutrina Panteísta; Doutrina Deísta; Doutrina Dogmática; Doutrina Espírita, relacionada com o sistema filosófico-religioso. 

(L. PALHANO JR. Verbete Doutrina. Dicionário de Filosofia Espírita)

Herculano Pires, grande estudioso da obra de Kardec, num curso de Espiritismo, deu-lhe a seguinte definição inicial:

O Espiritismo é uma doutrina moderna, perfeitamente estruturada por um grande pensador, escritor e pedagogo francês, homem de letras e ciência, famoso por sua cultura e seus trabalhos científicos e que assinou suas obras espíritas com o pseudônimo de Allan Kardec. Saber isso já e saber alguma coisa a respeito, mas está muito longe de ser tudo.

(HERCULANO PIRES. Curso Dinâmico de Espiritismo)

Allan Kardec anotou, entre outras, esta breve definição de Espiritismo:

O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que dimanam dessas mesmas relações.

(ALLAN KARDEC. O que é o Espiritismo)

Voltar

Veja abaixo a Linkoteca


Síntese do Espíritismo

Instrutor Guima

Visões de síntese são instrumentos didáticos bastante eficientes, pois permitem alcançar, num lançar de olhos, o essencial de uma matéria ou ponto de estudo.

Essa é a nossa intenção com os textos a seguir. 


Para Palhano Jr. a Doutrina Espírita tem pelo menos cinco princípios básicos: 

  • A existência de Deus,
  • a existência do Espírito,
  • a pluralidade das vidas sucessivas,
  • a comunicabilidade dos Espíritos e
  • a pluralidade dos mundos habitados. 

(L. PALHANO JR. Verbete Doutrina Espírita. Dicionário de Filosofia Espírita)

João Teixeira de Paula, em seu conhecido Dicionário, assim resumiu os pontos fundamentais do Espiritismo:

Espiritismo, segundo o próprio Codificador, compreende duas partes fundamentais: a Experimental, relativa às manifestações em geral, e a Filosófica, relativa às manifestações inteligentes. Resumiu ele em O Livro dos Espíritos a Doutrina Espírita, cujos tópicos principais resumimos por nossa vez, na excelente tradução de Guillon Ribeiro:

  1. Deus é eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom.
  2. Criou o Universo, que abrange todos os seres animados e inanimados, materiais e imateriais.
  3. Os seres materiais constituem o mundo visível ou corpóreo, e os seres imateriais o mundo invisível ou espírita, isto é, dos Espíritos.
  4. O mundo espírita é o mundo normal, primitivo, eterno, pré-existente e sobrevivente a tudo.
  5. Os Espíritos revestem temporariamente um invólucro material perecível, cuja destruição pela morte lhes restitui a liberdade.
  6. A alma é um Espírito encarnado, sendo o corpo apenas o seu envoltório.
  7. Há no homem três coisas: I, o corpo ou ser material análogo aos animais e animado pelo mesmo princípio vital; II, a alma ou ser imaterial, Espírito encarnado no corpo; III, o laço que prende a alma ao corpo, princípio intermediário entre a matéria e o Espírito.
  8. O laço ou perispírito, que prende ao corpo o Espírito, é uma espécie de envoltório semimaterial. A morte é a destruição do invólucro mais grosseiro. O Espírito conserva o segundo, que lhe constitui um corpo etéreo, invisível para nós no estado normal, porém que pode tornar-se acidentalmente visível e mesmo tangível, como sucede no fenômeno das aparições.
  9. Os espíritos pertencem a diferentes classes e não são iguais, nem em poder, nem em inteligência, nem em saber, nem em moralidade.
  10. Os Espíritos não ocupam perpetuamente a mesma categoria. Todos se melhoram passando pelos diferentes graus da hierarquia espírita.
  11. Tendo o Espírito que passar por muitas encarnações, segue-se que todos nós temos tido muitas existências e que teremos ainda outras, mais ou menos aperfeiçoadas, quer na Terra, quer em outros mundos.
  12. A encarnação dos Espíritos se dá sempre na espécie humana.
  13. A alma possuía sua invidualidade antes de encarnar; conserva-a depois de se haver separado do corpo.
  14. Na sua volta ao mundo dos Espíritos, encontra ela todos aqueles que conhecera na Terra, e todas as suas existências anteriores se lhe desenham na memória, com a lembrança de todo bem e todo mal que fez.
  15. Os Espíritos encarnados habitam os diferentes globos do Universo.
  16. Os não encarnados ou errantes não ocupam uma região determinada e circunscrita; estão por toda parte no espaço e ao nosso lado, vendo-nos e acotovelando-se de contínuo. É toda uma população invisível, a mover-se em torno de nós.
  17. Os Espíritos exercem incessantemente ação sobre o mundo moral e mesmo sobre o mundo físico.
  18. As relações dos Espíritos com os homens são constantes.
  19. As comunicações dos Espíritos com os homens são ocultas ou ostensivas.
  20. Os Espíritos se manifestam espontaneamente ou mediante evocação.
  21. Podem evocar-se todos os Espíritos.

(JOÃO TEIXEIRA DE PAULA. Dicionário - Espiritismo, Metapsíquica, Parapsicologia)

Voltar


Atividade Prática

Instrutor Guima

Vejamos agora os materiais de apoio de uma palestra intitulada Síntese Doutrinária do Espiritismo, na qual são estudados, numa visão de conjunto, todos os grandes fundamentos do Espiritismo.

Com base no quadro-resumo que vai logo abaixo, você deverá examinar os pontos dos livros da Codificação, bem como as passagens bíblicas, que fundamentam os princípios básicos do Espiritismo.  

Assim, tenha em mãos - ou procure na Biblioteca Digital - os livros da Codificação indicados e um exemplar da Bíblia; se preferir, use esta Bíblia on-line.

Tome papel e lápis para anotações. Procure esquematizar os conceitos e informações mais relevantes.

Na Seção I - Metodologia e Pesquisas Espíritas (MPE), você encontrará modelo de fichas para anotações e informações sobre como fazer esquemas, fichamento e mapas mentais.



Fonte: Abigail [Mediunidade e redenção]

Voltar


Atividades Complementares

Instrutor Guima

Se você quiser complementar o estudo feito aqui, sugerimos a leitura dos materiais abaixo indicados.

Bom trabalho.


     Súmula Espírita

 Editora Paideia, SP

No livro O Sentido da Vida, Herculano Pires, após analisar o doutrina sob o seu tríplice aspecto, elaborou uma Súmula Espírita, listando os pontos principais do Espiritismo.

  • Espiritismo é doutrina
  • O triângulo de Emmanuel
  • Os dogmas do Espiritismo

​Veja a transcrição desses tópicos, autorizada pela Editora Paideia, aqui

Voltar


 Resumo da Doutrina Espírita

  Editora Lake, SP, 3a. edição, 1975.

No livro Resumo da Doutrina Espírita, de Gustave Geley, o pesquisador francês faz um precioso resumo do Espiritismo, comentando didaticamente pontos como estes:

  • Espírito e Matéria
  • Causas e Consequências da Evolução
  • A encarnação e a desencarnação

​Veja a transcrição desses tópicos, autorizada pela Editora Lake, aqui

Voltar


Linkoteca Espírita

Acrescentemos que o estudo de uma doutrina, qual a Doutrina Espírita, que nos lança de súbito numa ordem de coisas tão nova quão grande, só pode ser feito com utilidade por homens sérios, perseverantes, livres de prevenções e animados de firme e sincera vontade de chegar a um resultado.

O que caracteriza um estudo sério é a continuidade que se lhe dá. (...)

(ALLAN KARDEC. O Livro dos Espíritos)


Doutrina Espírita para principiantes

  • Vídeo disponível no Youtube, com uma exposição didática de pontos fundamentais do Espiritismo: A doutrina espírita, 2. A codificação, 3. Deus, 4. Imortalidade da alma, 5. Reencarnação, 6. Leis morais e aspectos diversos, 7. Mediunidade e 8. Obsessão e passes.

Conheça o Espiritismo

  • Resumo feito pela FEB de aspectos fundamentais do Espiritismo: O que é? O que revela? Sua abrangência, Seus ensinos fundamentais e Prática Espírita.

Resumo do Espiritismo

  • Textos e vídeos disponíveis no site Biblioteca Virtual Espírita (aqui)

Iniciação ao Conhecimento da Doutrina Espírita

Estudar o Espiritismo

  • Orientação no site do Centro Espírita Nosso Lar, de Niterói, RJ.

​Guia para Conhecer e Estudar a Doutrina Espírita

  • Texto de Ivan Renê Franzolin para a SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas, com uma seleção de livros, agrupados por temas, para quem quer estudar metodicamente o Espiritismo

100 anos de O Livro dos Espíritos

  • Texto de Herculano Pires alusivo aos 100 anos do lançamento de O Livro dos Espíritos

Voltar


Biblioteca Digital

Obras de Kardec - FEB

  •  Obras de Allan Kardec, inclusive a Revista Espírita, para download livre.

Biblioteca Virtual - O Consolador

  • Biblioteca Virtual com diversas obras espíritas, algumas voltadas especialmente para deficientes visuais.

Estudo on-line da Doutrina Espírita

  • Traz o Pentateuco Espírita mais Obras Póstumas e O que é o Espiritismo, na edição da Lake e tradução de José Herculano Pires, para estudo on-line das obras básicas.

Voltar


Referências Bibliográficas

BARREIRA, Florentino. Resumo Analítico das Obras de Allan Kardec.Trad. David Caparelli. São Paulo : Madras, 1a. edição, 2003.

KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Brasília : FEB, 49a. edição, 1944.

KARDEC, Allan. O que é o Espiritismo. Brasília : FEB, 37a. edição, 1944.

PALHANO JR., L. Dicionário de Filosofia Espírita. Rio de Janeiro : CELD, 1997.

PAULA, João Teixeira de. Dicionário Enciclopédido Ilustrado de Espiritismo, Metapsíquica, Parapsicologia. São Paulo : Bells, 3a. edição, 1976.

PIRES, José Herculano Pires. Curso Dinâmico de Espiritismo. São Paulo : Paideia, 1a. ed., 1979.

Voltar


 


Publicado por ALGuimaraes em 01/10/2015 às 01h42

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00