× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Aprendizado Espírita
Textos e ferramentas para aprender, ensinar e divulgar o Espiritismo
Textos
Ilustração: Montagem. Capas de livros de história da Filosofia de diversos autores
 
ROTEIRO DE LEITURA E ESTUDO (RLE)
ELEMENTOS DE FILOSOFIA  E CIÊNCIA ESPÍRITAS
Módulo 4 - O Espiritismo na História da Filosofia

SUMÁRIO
  
APRESENTAÇÃO

O Espiritismo tendo por objeto o estudo de um dos elementos constitutivos do Universo, toca forçosamente na maior parte das ciências; só podia, portanto, vir depois da elaboração delas; nasceu pela força mesma das coisas, pela impossibilidade de tudo se explicar com o auxílio apenas das leis da matéria.

ALLAN KARDEC. A Gênese. Cap. I, 18

Instrutor Guima

Prosseguindo no RLE - ELEMENTOS DE FILOSOFIA E CIÊNCIA ESPÍRITAS, vem a seguir o Módulo 4 - O Espiritismo na História da Filosofia, no qual se dá, sumariamente, noções de história da filosofia e se estuda o Capítulo XXI do livro Roteiro de História da Filosofia, de Bertho Condéintitulado A Filosofia Espírita, que trata dos seguintes tópicos:
 
 N° 170 - A surpresa do assunto
 N° 171 - A reencarnação da doutrina dos filósofos gregos
 N° 172 - O estranho silêncio dos historiadores da filosofia
 N° 173 - O Espiritismo é filosofia
 N° 174 - A literatura sobre a Filosofia Espírita

Vamos lá!
ROTEIRO DE LEITURA E ESTUDO (RLE)
Módulo 4 - O ESPIRITISMO NA HISTÓRIA DA FILOSOFIA


Finalidades deste Módulo 4
♦ Efetuar a leitura/estudo de textos introdutórios acerca da história da filosofia e  do Capítulo XXI do livro Roteiro de História da Filosofia, de Bertho Condé, intitulado A Filosofia Espírita (na história da filosofia).

Pré-requisito
♦ Ter realizado os módulos anteriores deste RLE - ELEMENTOS DE FILOSOFIA E CIÊNCIA ESPÍRITAS

Objetivos de ensino
♦ Ao concluir todas as atividades deste Módulo 4, você será capaz de:

 
• Conhecer um resumo da História da Filosofia;
• Identificar os principais períodos da História da Filosofia
• Conhecer um resumo do livro Roteiro de História da Filosofia, de Bertho Condé;
• Conhecer um resumo biográfico de Bertho Condé (advogado, escritor, jornalista, professor de Filosofia e de Filosofia Espírita)
• Conhecer razões por que os filósofos de então (primeiras décadas do Século XX) não reconheceram o Espiritismo como filosofia, bem assim por que não o incluíram como parte da História da Filosofia
• Conhecer aspectos da reencarnação entre os filósofos gregos;
• Conhecer aspectos da doutrina de Sócrates e Platão, considerados matéria filosófica, que se harmonizam com o Espiritismo
• Conhecer autores citados por Bertho Condé que defendem o caráter filosófico do Espiritismo
• Conhecer argumentos de Bertho Condé na defesa de que o Espiritismo deve ser incluído no currículo da História da Filosofia

Atividades
     ♦ Proceda à leitura/estudo dos textos abaixo indicados (itens Textos introdutórios e Texto-base), observando as instruções do tópico Leitura e Filosofia do Módulo Apresentação deste RLE.
     ♦ Faça um resumo da matéria, mediante notas, esquemas, mapas mentais, como preferir, para cada tópico especificado nos Objetivos de ensino (v. acima)

    ♦  Faça resumos próprios de pontos relevantes do material lido/estudado: pense filosoficamente, destaque os pontos altos e baixos dos textos, liste perguntas a que o texto responde, critique as ideias, exponha seu modo de ver as coisas, levante questões para futuros estudos/discussões, anote pontos para pesquisar posteriormente
     ♦ Consulte glossários/dicionários para verificar conceitos ou palavras desconhecidas, e as adicione ao seu glossário pessoal de filosofia
    Consulte resumos biográficos e o pensamento dos principais filósofos. Para esse último ponto, utilize estes textos/endereços eletrônicos:

- Os filósofos - Herculano Pires - aqui
Antologia de Textos Filosóficos - SEED - PR - aqui

- Educação UOL - aqui
- Só Filosofia - aqui
- Superinteressante - aqui

Material de estudo
     ♦ Tenha à mão: textos-base, e-books, papel, lápis e fichas de anotações e fichamento, se for adotá-las

Textos introdutórios
♦ Introdutoriamente a este estudo, você deve ler o seguinte:
     ♦ Resumo da História da Filosofia - aqui
     ♦ Ligeiro exame do livro Roteiro de História da Filosofia (de Bertho Condé) - aqui

Texto-base
♦ A seguir, veja o texto A Filosofia Espírita na História da Filosofia - aqui

Exercícios
     ♦ Alguns Exercícios de verificação encerram o estudo deste módulo (aqui)


Impressão do material
     ♦ Recomenda-se a leitura on-line deste RLE e a impressão somente do material estritamente necessário

RESUMO DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

Instrutor Guima

No livro Introdução à Filosofia (LOPES, 1964, págs. 103 a 104; 120 e 127), há um breve resumo da história da filosofia, útil aos propósitos deste estudo.

Assim, leia com atenção o que transcrevemos a seguir, para ter uma visão geral da história da filosofia.

VISTA GERAL DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

Pode dizer-se que a Filosofia nasceu na Grécia. Os filósofos anteriores, orientais, principalmente indianos, tratavam da Filosofia mesclada com a mitologia.
O primeiro problema de que se ocupam os gregos é o cosmológico.
SOCRATES é o primeiro a propor o problema psicológico e o moral.
ARISTÓTELES, o problema metafísico. E dá-nos magnificamente as leis da lógica (como EUCLIDES as da matemática).
A filosofia grega posterior a ARISTÓTELES representa um declínio.
Nos primeiros séculos da era cristá avulta a figura de AGOSTINHO que, como os filósofos cristãos anteriores, tenta conciliar com o Evangelho a doutrina platônica.
SANTO TOMÁS consegue a conciliação do Evangelho, não com a doutrina platônica, mas com a aristotélica, que livra de erros. Nele é que principalmente refulge a Filosofia Escolástica.
Contra esta se levanta DESCARTES, de quem procede toda a filosofia moderna, até mesmo nos sistemas mais opostos entre si, como o idealismo de KANT, de HEGEL ou de BERGSON, e o mais crasso materialismo.
Os filósofos cristãos restauram e renovam a Escolástica.
Esquematicamente:
1. Período pré-helênico: mito-filosófico
2. Filosofia helênica
     
Período pré-socrático: problema cosmológico
     Filosofia socrática: problema psicológico e ético
     Filosofia platônica: problema teológico
     Filosofia aristotélica: problema ontológico e lógico.
3. Filosofia da era cristã pré-moderna: tentativa de conciliação do Evangelho e da filosofia helênica.
     a) Fase patrística: tentativa de concialação do Evangelho e da Filosofia platônica: AGOSTINHO
     b) Filosofia escolástica: (TOMÁS DE AQUINO): conciliação do Evangelho e da Filosofia Aristotélica, "metafísica natural do espírito humano".
4. Filosofia moderna: Reação cartesiana contra a Escolástica. De DESCARTES, as formas modernas mais opostas: idealismo de KANT e BERGSON e materialismo. Restauração cristã neo-escolástica.
(Págs. 19 a 21)

SÍNTESE DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA [*]

PRELIMINARES
1) História da Filosofia é a exposição racional dos esforços feitos pela inteligência humana, nas diferentes épocas, para descobrir a verdade, atingindo as razões últimas e mais universais das coisas.
2) É finalidade do historiador da filosofia a busca da compreensão e a apreciação das doutrinas, precisando a parte de verdade de cada uma. O fim não é saber o que os homens pensaram, mas sim qual a verdade das coisas.
3) A importância da história da filosofia reside no fato da sua coincidência com a história geral da civilização; as ideias estão na base do acontecer histórico. "Nenhuma ciência poderia ser compreendida em sua própria história, sempre inseparável da história da humanidade."  (AUGUSTO COMTE)
Daí dividirmos a história da filosofia como a história da civilização: Antiga, Média, Moderna e Contemporânea.
A história da filosofia é a história da inteligência humana; é, pois, também, importantíssima para o conhecimento do homem.
4) O início da filosofia deu-se na Grécia, destacando-se da religião e construindo-se como especulação racional.
5) As origens do filosofar, isto é, as fontes de onde brotam os impulsos que nos fazem procurar as verdades, são encontradas, segundo KARL JASPERS, em três elementos:

 
"O espanto engendra a interrogação e o conhecimento; a dúvida sobre o que se crê conhecer engendra o exame e a clara certeza; a angústia do homem e o sentimento que ele tem de estar perdido fazem com que se interrogue sobre si mesmo".

B) A FILOSOFIA ANTIGA

Filosofia helênica (sec. VII a.C. - 322 a.C.)
Pré-socráticos
Sofistas
Sócrates
Platão
Aristóteles
Filosofia helenístico-romana (311 a.C. - séc. III)
Epicurismo
Estoicismo
Neoplatonismo

A FILOSOFIA MEDIEVAL
Na Idade Média dá-se o encontro do Cristianismo com a filosofia, surgindo a Filosofia cristã.
Assinalamos na especulação medieval duas correntes filosóficas, cada uma dominando duas grandes épocas: a Patrística e a Escolástica.
Patrísticas foi a filosofia do primeiro período medieval, do século I ao século VIII. Os seus representantes dedicaram-se a combater as heresias, firmando assim a doutrina cristã.
Escolástica dominou o segundo período medieval. A principal preocupação de seus representdantes foi a de mostrar o acordo entre a inteligência e a fé, demonstrando tudo aquilo que na doutrina cristã esteja ao alcance da razão e, com relação às verdades sobrenaturais, fazendo ver que a sua admissão não vai contra a inteligência.

A FILOSOFIA MODERNA
A Filosofia Moderna apresenta dois caracteres próprios, antagônicos à especulação do período anterior:
     — Procura de um princípio novo, sancionado unicamente pela razão. Deus já não é mais o centro
     — Desprezo pela Escolástica.
A filosofia moderna manifesta-se através de duas tendências — o empirismo e o racionalismo.
O empirismo foi inaugurado por FRANCIS BACON (1561-1626) que afirmava ser a experiência a única fonte do conhecimento.
O empirismo foi, acentuadamente, inglês. Os grandes representantes — LOCKE, BERKELEY e HUME.
O racionalismo foi fundado por DESCARTES, que pretendia a construção do saber pela razão, como única fonte. SPINOZA e LEIBNIZ foram outros racionalistas.
     — O tema dominante da filosofia moderna é o conhecimento. Primeiro como simples pesquisa metodológica; depois, como investigação do valor e dos limites (KANT).

 
[*] Autor: Prof. Carlos Eduardo Guimarães - Págs. 103 a 104; 120; 127. In LOPES, 1964
— Os negritos não são do original.

 
LIGEIRO EXAME DO LIVRO ROTEIRO DE HISTÓRIA DA FILOSOFIA (de Bertho Condé)
 
Instrutor Guima

Roteiro de História da Filosofia, de Bertho Condé é a fonte de inspiração deste estudo.

Veja o que escrevemos sobre esse raro e importante livro, clicando
aqui:
 
  Roteiro de História da Filosofia
 
Boa leitura!
A FILOSOFIA ESPÍRITA NA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

Instrutor Guima

Eis o texto A Filosofia Espírita (Capítulo XXI do livro Roteiro de História da Filosofia, de Bertho Condé. Ed. Piratininga, SP, 1965), objeto deste RLE.

Vamos lá.

 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
 
CONDÉ, Bertho. Roteiro de História da Filosofia, São Paulo, Ed. Piratininga, 1965
LOPES, Pe. Francisco Leme Lopes. Introdução à Filosofia. Rio de Janeiro, Agir, 1964


O ESPIRITISMO NA HISTÓRIA DA FILOSOFIA NO BRASIL

O filósofo Jorge Jaime, no livro História da Filosofia no Brasil, expõe com detalhes as correntes e os pensadores de filosofia na história do Brasil, fazendo referência ao Espiritismo e citando José Herculano Pires entre os grandes pensadores e filósofos espíritas do País.
 
BIBLIOTECA DIGITAL

Você já deve ter incluído este e-book na sua biblioteca digital, se não, guarde o link abaixo:

  Antologia de textos filosóficos - Jairo Marçal [org.] - Curitiba - SEED - PR, 2009
 
EXERCÍCIOS DE VERIFICAÇÃO
 
Instrutor Guima

A seguir, vêm alguns exercícios para verificar o que aqui foi estudado.

São exercícios simples, para repassar brevemente os textos deste Módulo 4, destacar algum ponto ou, ainda, chamar a atenção para aspectos interessantes.

O entendimento e apreensão da matéria estão ligados à leitura compreensiva e anotada, e às questões e críticas que você mesmo formulou durante os estudos.

As respostas estão logo abaixo.


Vamos lá.

Perguntas

1. Como o Pe. Francisco Leme Lopes (Introdução à Filosofia, 1964) apresenta, esquematicamente, sua divisão da História da Filosofia?

2. Como Bertho Condé (autor do Roteiro de História da Filosofia, 1965) é apresentado no livro "El pensamiento filosófico latinoamericano, del Caribe y latino" (1300-2000)?

3. Por que 
Bertho Condé (Roteiro de História da Filosofia, 1965) trata como "surpresa" o fato de estar defendendo que a Doutrina Espírita seja inscrita na História da Filosofia?

4. Segundo Bertho Condé (Roteiro de História da Filosofia, 1965), como o autor S. E. Prost, falando da crença na imortalidade da alma dos autores gregos, sintetiza o pensamento de Empedócles sobre essa questão?

5. Que livro de Mário Cavalcanti de Melo (escrito em colaboração com Carlos Imbassay) Bertho Condé refere como exemplo de autor espírita escrevendo acerca de temas filosóficos?

6. Por que razões, segundo 
Bertho Condé (Roteiro de História da Filosofia, 1965), Gustave Geley diz crer na reencarnação?

Respostas
 
1. Divisão da História da Filosofia:

     1. Período pré-helênico: mito-filosófico
     2. Filosofia helênica
          Período pré-socrático: problema cosmológico
          Filosofia socrática: problema psicológico e ético
          Filosofia platônica: problema teológico
          Filosofia aristotélica: problema ontológico e lógico.
     3. Filosofia da era cristã pré-moderna: tentativa de conciliação do Evangelho e da filosofia helênica.
     a) Fase patrística: tentativa de concialação do Evangelho e da Filosofia platônica: AGOSTINHO
     b) Filosofia escolástica: (TOMÁS DE AQUINO): conciliação do Evangelho e da Filosofia Aristotélica, "metafísica natural do espírito humano".
     4. Filosofia moderna: Reação cartesiana contra a Escolástica. De DESCARTES, as formas modernas mais opostas: idealismo de KANT e BERGSON e materialismo. Restauração cristã neo-escolástica.

2. No livro  El pensamiento filosófico latinoamericano, del Caribe y latino (1300-2000), no capítulo O pensamento filosófico 
brasileiro [1],  Bertho Condé é apresentado como um "historiador da filosofia do ponto de vista do Espiritismo". (Post Roteiro de História da Filosofia - Bertho Condé, site aprendizadoespirita.net)

3. Porque o leitor comum pode nunca ter suspeitado que o Espiritismo seja filosofia, e os críticos, que sabem que ele o é, vivem a tratá-lo de forma hostil, negando-lhe tudo, até mesmo a qualificação de cristão.
(Roteiro de História da Filosofia, 1965, Bertho Condé, p. 397)

4. As almas, segundo Empédocles, abandonam seu corpo ao morrer, somente para entrar em outro e continuar vivendo. Isto se conhece como doutrina da transmigração das almas; em lugar de abandonar o corpo para se dirigir a algum lugar reservado para as almas, ou ao invés de serem destruídas com o corpo, esta doutrina sustenta que a alma emigra, que se move de um corpo para outro quando sua moradia se torna inabitável. (Roteiro de História da Filosofia - Bertho Condé, 1965, p. 405)

5. O livro é: A Reencarnação e suas provas(Roteiro de História da Filosofia - Bertho Condé, 1965, p. 415)

6. Porque a Reencarnação:
          - está de acordo com todos os conhecimentos científicos atuais;
          - dá a chave de uma infinidade de enigmas de ordem psicológica, que, sem ela, não tem explicação alguma
          - apoia-se em demonstrações positivas
 
(Roteiro de História da Filosofia - Bertho Condé, 1965, p. 418)
 
CAIXA DE FERRAMENTAS

Cadernos de leituras espíritas
 
FILOSOFIA
♦ Para acessar a PARTE 1, clique aqui
♦ Para acessar a PARTE 2, clique aqui
♦ Para acessar a PARTE 3, clique aqui

CIÊNCIA
♦ Para acessar a PARTE 1, clique aqui
♦ Para acessar a PARTE 2, clique aqui
♦ Para acessar a PARTE 3, clique aqui

Materiais doutrinários espíritas

- Introdução à Filosofia Espírita - Herculano Pires - aqui
- Os filósofos - Herculano Pires - aqui
- EADE 5 - Filosofia e Ciências Espíritas - FEB - aqui
Curso de Introdução à Filosofia Espírita - Sérgio B. Gregório -  aqui
- Apostila Espiritismo e Ciência - Alexandre F. da Fonseca - aqui
- Fundamentação da Ciência Espírita - C. F. Loeffler - aqui

Materiais de filosofia

- Dicionário de Filosofia - aqui
- Dicionário de Filosofia (Só Filosofia) - aqui
- Glossário de Filosofiaaqui

- Educação UOL - aqui
- Só Filosofia - aqui
- Superinteressante - aqui

E-books didáticos e de divulgação

- Filosofia (Ensino Médio) - SEED - PR - aqui
- Antologia de Textos Filosóficos - SEED - PR - aqui
- Metodologia Científica - Maria C. P. Bastos - Daniela V. Ferreira - aqui
- Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov - Ernani Cesar de Freitas - Feevale - aqui

Dicionários e outros

- Dicionário Michaelis on-lineaqui
- Dicionário analógico AULETEaqui
- Conjugador verbalaqui
- Vocabulário Ortográfico ABLaqui
- Palavras compostas
aqui

 
CITAÇÕES E TRANSCRIÇÕES
 
As citações e/ou transcrições de textos ou trechos de textos, com a devida identificação de autor/editor, foram feitas para fins de estudo da Filosofia Espírita, e cada uma delas está vinculada a um exercício, ou a um teste, ou a uma análise de texto, ou a uma reflexão doutrinária, histórica ou filosófica do Espiritismo. (LDA - 9.610/1998 art. 46, III)
 
ÍNDICE DO RLE - ELEMENTOS DE FILOSOFIA E CIÊNCIA ESPÍRITAS

No Módulo - Apresentação, você tem todos os módulos deste treinamento, com os respectivos links.

- Clique aqui

Materiais e métodos
Apresentação do estudo
1 - Metodologia de ensino-aprendizagem
2 - Textos para estudo

Módulos de leitura/estudo
3 - Introdução ao estudo da Filosofia
4 - O Espiritismo na história da Filosofia - esta página
5 - Noções de Teoria do Conhecimento
6 - Noções de Metodologia Científica
7 - Noções de Filosofia das Ciências
8 - Noções de Ciência Espírita
9 - Noções de Filosofia Espírita
10 - Espiritismo e outras Ciências
11 - Tríplice Aspecto do Espiritismo
12 - Programa de Filosofia Espírita
ALGuimaraes
Enviado por ALGuimaraes em 23/01/2020
Alterado em 26/01/2020
Comentários
    
CONHEÇA o site AQUI
ÍNDICE GERAL do site AQUI

APRENDIZADO ESPÍRITA   

 O CONTEXTO

A - Introdução ao Aprendizado Espírita ( IAP)
B - O que é Espiritismo (OQE)
C - Espiritismo em tom de conversa (ETC)


    A PREPARAÇÃO

D - Planejamento e Organização Pessoal (POP)
E - Estudo Pessoal do Espiritismo (EPE)


     AS TÉCNICAS E FERRAMENTAS

F - Aprendizado Didático de Espiritismo (ADE)
G - Comunicação na Casa Espírita (CCE)
H - Técnicas de Ensino e Aprendizagem (TEA)
I - Metodologia e Pesquisas Espíritas (MPE)
J - Direção da Casa Espírita (DCE)


     OS OBJETIVOS

K - Trabalhadores da Casa Espírita (TCE)
L - Qualidade da Prática Doutrinária (QPD)
M - Gestão do Conhecimento Espírita (GCE)
N - Formação de Formadores Espíritas (FFE)

ONDE ENCONTRO
Falar em público
Informações sobre Kardec

Obras Espíritas de Referência
Pesquisa bibliográfica espírita
A Revista Espírita de Allan Kardec
Planificação e Elaboração de Palestras
Ferramentas para estudar e divulgar o Espiritismo
Orientações a Trabalhadores e Atividades Espíritas

ESTUDOS ESPÍRITAS
EVANGELHO E ESPIRITISMO
FILOSOFIA E ESPIRITISMO
CIÊNCIA E ESPIRITISMO

ÍNDICE GERAL DO SITE
TÓPICOS ESPECIAIS
ÍNDICE DOS MÓDULOS

 
Espaço Francisco de Paula Vítor
Espaço S. E. Bezerra de Menezes

 No site O CONSOLADOR
  Curso a distância - Elementos de Filosofia e Ciência Espíritas
 
  Novas informações históricas sobre o Espiritismo
 Baixar a COLETÂNEA
 Veja aqui
Os Curadores do Senhor R$ 20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$ 20,00
Menino-Serelepe R$ 20,00